No primeiro episódio da série sobre microsserviços, falamos sobre aspectos gerais de projetos baseados nesse modelo arquitetural. Discutimos, naquela oportunidade, conceitos.

Neste episódio, Fabricio Sanchez e Evilazaro Alves recebem, novamente, os amigos André Carlucci e Giovanni Bassi para o tradicional papo de bar (regado a Tequila) do Cloud Casters para aprofundar a discussão sobre aspectos de implementação de projetos baseados em microsserviços.

Neste episódio você entenderá:

  • Porque você e seu projeto podem estar sofrendo de “patternite” aguda.
  • Quais são os skills mínimos necessários para que um desenvolvedor e time consiga trabalhar com microsserviços de forma eficiente.
  • Porque o Giovanni quer rodar tudo no Kubernetes.
  • Porque o Fabricio discorda da afirmação de que é impossível criar arquiteturas de microsserviços eficientes do ponto de vista de custo com bancos de dados como serviço.
  • Porque o Giovanni quer que você utilize um banco de dados “barata”.
  • Critérios para que você consiga selecionar a melhor estratégia de messaging para sua arquitetura de microsserviços.
  • Porque o Istio “é o cara” no mundo dos microserviços.
  • Porque API Gateways são cruciais para um projeto de microserviços, independente de onde ele rode.
  • Porque o Evilazaro é um fura filas.
  • Ahhh, Kubernetes.
  • E muito mais!

BAIXE O EPISÓDIO


OUÇA TAMBÉM EM SEU CANAL PREFERIDO


CONVIDADOS

ANDRÉ CARLUCCI
Global Director of Application Engineer, Kinly
@andrecarlucci
GIOVANNI BASSI
Chief Software Architect Lambda3
@giovannibassi

REFERÊNCIAS


TAGS

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fabricio Sanchez

Fabricio é arquiteto senior de aplicações distribuídas na Microsoft Corp e se considera um sortudo por trabalhar com o que ama. Dentre suas paixões destacam-se cinema, música, cultura pop e podcasts.

Evilazaro Alves

Evilazaro é arquiteto senior de soluções em nuvem na Microsoft e vem apoiando as empresas a se transformarem digitalmente na era da quarta revolução industrial. Mais do que trabalhar com tecnologia, ama falar sobre Cloud Computing, Aplicações distribuídas, Aplicações Nativas da Nuvem, Stand up comedy e Ilusionismo com cartas.